Consent Preferences

Contabilidade, Consultoria de Gestão, Candidaturas SIFIDE, PRR, PT2030, IFR - Paço de Arcos, Oeiras, Lisboa

CIS: Teletrabalho aumenta gastos com inovação das empresas portuguesas

Setembro 28, 2022

O CIS (Community Innovation Survey) indica que o teletrabalho aumentou os gastos das empresas em Portugal em inovação e atividades relacionadas, principalmente a nível de processos.

 

O Inquérito Comunitário à Inovação (Community Innovation Survey, ou CIS) foi um estudo conduzido pela Direção-Geral de Estatísticas da Educação e Ciência, em conjunto com o Instituto Nacional de Estatística.

 

O CIS, regulamentado pela União Europeia, mede e caracteriza as atividades de inovação nas empresas e realiza-se sob a orientação do Eurostat com base nos princípios definidos no Manual de Oslo. É um inquérito por amostra de periodicidade bienal. Portugal participa nas inquirições CIS desde a sua primeira edição, realizada em 1991 – 1992.

 

Cerca de 48% das empresas em Portugal reportou atividades de inovação entre 2018 e 2020, um crescimento de quase 15% quando comparado ao período compreendido entre 2016 e 2018.

 

Ao contrário do crescimento da inovação ao nível de processos, que representa de 42,3% das empresas inquiridas, a inovação no produto baixou para 22,3%.

 

O INE – Instituto Nacional de Estatística, indica que existem fortes indícios de que o aumento na inovação de processos estará ligado ao impacto da pandemia COVID-19 e ao teletrabalho.

 

Para o INE, o impacto da pandemia obrigou à implementação do teletrabalho e consequente investimento em tecnologia e equipamentos que viabilizassem essa realidade.

 

Foi também necessário o ajustamento dos canais de comunicação (inclusive vendas online) e a adaptação de processos e procedimentos relacionados com adoção de teletrabalho e contactos não presenciais.

 

O Inquérito Comunitário à Inovação, cujos resultados foram divulgados recentemente, indica que:

  • As sociedades com mais de 250 colaboradores têm maior percentagem de inovação empresarial (79,8%)
  • Os setores com maior inovação são Informação e comunicação (75%) e Atividades financeiras e seguros (68,4%)
  • As empresas sediadas na Área Metropolitana de Lisboa representam 43,3% da despesa total com atividades de inovação
  • O valor total das despesas com atividades de inovação em 2020 foi de 2.735,8 milhões de euros
siga a reward consulting em google newssiga a reward consulting em google news

Notícias Relacionadas