Consent Preferences

Eco-Green Power: 1º combustível 100% sustentável é português

Fevereiro 23, 2023

O Eco-Green Power é o primeiro combustível 100% sustentável e é desenvolvido pela Eco-Oil, uma PME portuguesa no estuário do Sado, junto aos estaleiros navais.

A Eco-Oil foi fundada em 2001 e conta com 21 colaboradores. A sua atividade consiste na receção e tratamento de águas com hidrocarbonetos provenientes de navios para reparação, pois os navios não podem conter no seu interior resíduos inflamáveis ou explosivos.

O Eco-Green Power surgiu após os hidrocarbonetos terem sido considerados um produto e não um resíduo em 2012. Esta mudança abriu um mercado concorrente ao fuel proveniente das refinarias. O potencial deste mercado foi percecionado pela Eco-Oil, que realizou um forte investimento em colaboração com a Academia para aumentar a qualidade do combustível, com novas aplicações.

Em 2019 foi criado o Eco-Green Power, um combustível que substitui completamente o combustível fóssil. O próximo passo foi a certificação do mesmo como combustível sustentável que foi concluído em agosto de 2022. O Eco-Green Power tornou-se então o primeiro combustível a ter a designação de sustentável a classificação do ISCC (International Sustainability and Carbon Certification).

Esta solução difere quanto ao ciclo de vida de um combustível fóssil pois ao ser feita a partir de um resíduo não tem pegada de carbono, tendo em conta que, por norma, os resíduos não têm incorporação de CO2. A sua principal inovação consiste na garantia de redução de emissões de CO2 em 99,75%, registo obtido após a submissão da candidatura ao ISCC.

Nuno Matos, Diretor Geral da Eco-Oil, considera que o ano 2022 foi bastante disruptivo na área da energia devido ao aumento dos custos do consumo. Houve um grave problema de acesso à matéria-prima, com o desaparecimento destes resíduos do centro da Europa. 2023 será um ano mais calmo, com novas oportunidades de importação de resíduos e um crescimento de aproximadamente 30% de produção de combustíveis assentes na consciência ambiental e transição energética.

Este combustível sustentável abriu novos mercados e possibilitou a chegada a alguns setores de atividade por ser um combustível “limpo” e é já a solução para algumas indústrias, como a têxtil, que ao adotar esta energia está a apoiar na descarbonização do planeta.

siga a reward consulting em google newssiga a reward consulting em google news

Notícias Relacionadas