Consent Preferences

Contabilidade, Consultoria de Gestão, Candidaturas SIFIDE, PRR, PT2030, IFR - Paço de Arcos, Oeiras, Lisboa

ANI promove desafios para aproximar indústria da academia

A ANI irá promover 4 desafios com o intuito de aproximar a indústria para o desenvolvimento de soluções para problemas comuns, melhorar as práticas comerciais e os resultados de investigação.

 

Esta ação desenvolvida com a NOS, a Critical Software, GEOSat e GALP, será uma plataforma para elementos de Instituições de Ensino Superior (investigadores, professores e alunos) desenvolverem novas ideias, perspetivas e competências para as empresas ao proporcionar acesso à investigação e inovação.

 

Os desafios propostos pela ANI são dirigidos às equipas de investigação de Instituições de Ensino Superior. As equipas vencedoras receberão 5.000€ e poderão colaborar com as empresas parceiras da iniciativa com o intuito de alargar a sua colaboração, partilhar conhecimentos especializados e impulsionar a inovação em vários setores.

 

Cada empresa tem os seus desafios e todos têm a data limite para candidaturas definida como dia 19 de março de 2023, nomeadamente:

1# Challenge – NOS

  • 5G-Enabled Home Security: Improving home security through connected devices
  • 5G-Enabled Augmented Reality Training: Improving athletic performance through augmented reality

 

A NOS propõe estes 2 desafios que revelem o potencial da tecnologia 5G. O primeiro desafio é destinado à segurança doméstica ativada pelo 5G, ao melhorar a capacidade dos dispositivos conectados para melhorar a segurança doméstica.

 

O segundo desafio foca-se na melhoria do desempenho dos atletas de alto rendimento através do uso de realidade aumentada.

 

2# Challenge – Critical Software

  • Systems engineering of the future

 

A Critical Software pretende modernizar a engenharia de sistemas com modelos linguísticos e reinforcement learning, com o uso de modelos assentes em big data para automatizar e melhorar o processo atual de engenharia de sistemas.

 

Com isso pretende construir um “recommended System” que use um neural network model treinado num conjunto de dados histórico de grandes dimensões para propor um sistema que satisfaça as condições.

Os requisitos específicos para o sistema de automação preveem a revisão de especificações técnicas, requisitos de escrita, propostas de alterações aos requisitos, formulação e arquiteturas que satisfaçam requisitos, desenho de componentes, análise de desempenho e outros pontos.

 

3# Challenge – GEOSat

  • Unlocking the Potential of Earth Observation from Space

 

A GEOSat lança o desafio de desenvolver novos serviços de valor acrescentado, capazes de responder de forma inovadora aos desafios gerais ou específicos dos territórios, a partir do uso das imagens recolhidas pelos seus satélites.

 

As equipas de investigação académicas têm o desafio de explorar as aplicações de imagens de Observação Terra em áreas como saúde, mobilidade, segurança alimentar, disponibilidade de recursos, segurança e resolução dos impactos das alterações climáticas.

 

4# Challenge – GALP

  • Alternative methods of producing synthetic graphite anodes
  • Solutions for using sodium sulfate

 

A GALP lança 2 desafios aos investigadores do meio académico nacional, o primeiro pretende alcançar formas alternativas e mais sustentáveis de produção de ânodos de grafite sintética. O processo de produção (grafitização) tem um elevado consumo de eletricidade e utiliza como matérias-primas derivados do petróleo e carvão, com elevada pegada de CO2.

O segundo desafio é destinado a soluções para aproveitamento de sulfato de sódio. A produção de hidróxido de lítio monohidrato a partir do concentrado de espodumena e a produção de precursores de cátodo implicam a produção de grandes quantidades de sulfato de sódio.

 

A solução comum para estes subprodutos é a sua venda à indústria da celulose e a empresa pretende alternativas para aproveitamento do sulfato de sódio para evitar a sua disposição em aterro.

 

Esta iniciativa (e os desafios propostos pela ANI) está inserida na atividade Demand@Tech e é promovida no âmbito do Sistema de Apoio a Ações Coletivas – Transferência de Conhecimento Cientifico e Tecnológico (TECH4INNOV) que é cofinanciado pela UE via FEDER, enquadrado no COMPETE 2020 do Portugal 2020.

siga a reward consulting em google newssiga a reward consulting em google news

Notícias Relacionadas