Consent Preferences

Banco Central Europeu (BCE) não alterou as taxas de juro

O Banco Central Europeu, ou BCE, não alterou as taxas de juro devido ao risco de a inflação poder subir temporariamente no curto prazo.

Um inquérito da Reuters realizado a 90 economistas informa que o BCE iria manter as taxas de juros inalteradas e que a acontecer cortes nas taxas, os mesmos só aconteceriam a partir do 2º trimestre de 2024.

As projeções atuais preveem uma redução gradual das taxas de juro durante 2024, taxas que irão atingir o valor de 2% em 2025. Em novembro 2023 a inflação atingia um valor de 2,4 pontos percentuais (contra 10% atingidos em 2022) e esta é a segunda vez que o BCE mantém as taxas inalteradas, após 10 subidas.

A Alianz Global Investors previa que dada a desaceleração da inflação, o BCE deverá manter os juros inalterados na sua próxima reunião e que a “atualização das previsões do BCE é aguardada com grande expetativa, com uma provável revisão em baixa das perspetivas para o crescimento e a inflação”.

As expetativas dos investidores de um corte nas taxas de juro em março 2024 aparentam ser prematuras e a queda considerável nos juros de longo prazo permanece frágil, pelo que se prevê uma pausa ou correção após a recuperação.

O Capital Group indica que a “economia a desacelerar e a previsão da inflação sugerem que já atingimos a taxa terminal deste ciclo na zona euro. Existe o risco de a inflação ser mais pegajosa do que o BCE espera, à medida que os salários tentam recompensar os choques dos preços da energia e perdas reais do poder de compra”. O que pode significar que o Banco Central Europeu mantém a sua taxa terminal muito ao longo de 2024.

siga a reward consulting em google newssiga a reward consulting em google news

Alguma questão? Fale connosco

A nossa equipa de contabilistas e RH pode esclarecer as suas dúvidas e/ou questões, contacte os nossos serviços no formulário abaixo.

Notícias Relacionadas