Consent Preferences

Contabilidade, Consultoria de Gestão, Candidaturas SIFIDE, PRR, PT2030, IFR - Paço de Arcos, Oeiras, Lisboa

Portugal eficiente na metodologia de custos simplificados PT2030

Tópicos do Artigo

Portugal têm uma enorme eficiência na metodologia de custos simplificados de fundos europeus, essa metodologia de custos simplificados é usada no Portugal 2030 (ou PT2030), nomeadamente em todos os concursos nacionais de I&D Empresarial nas tipologias de operação “Projetos de I&DT”.

A metodologia de custos simplificados pretende simplificar e reduzir a carga administrativa e a margem de erro. Esta metodologia foi aprovada pela Comissão Europeia e considerada a solução “mais eficiente”.

A metodologia de custos simplificados tem como objetivo reduzir a carga administrativa ao simplificar o processo de documentação e verificação de custos e estimular a participação de outras entidades, ao simplificar os procedimentos financeiros e administrativos.

Pretende também aumentar a transparência do processo ao estabelecer regras uniformes para o cálculo de custos e promover a eficiência do processo (uma gestão de projeto eficaz e orientada para resultados).

Esta metodologia também permite reduzir a necessidade de documentação detalhada para cada despesa e permite uma maior flexibilidade na gestão e alocação dos recursos financeiros aos vários componentes do projeto.

Cálculo da metodologia de custos simplificados

Primeiramente é necessário apurar os custos totais elegíveis da operação. Os custos totais elegíveis são todas as despesas consideradas elegíveis no âmbito do projeto, tais como:

  • Encargos com pessoal técnico: Salários e outros encargos sociais relacionados com a equipa que trabalha diretamente no projeto de I&D;
  • Matérias-primas e materiais consumíveis: Custos dos materiais utilizados;
  • Aquisição de serviços terceiros: Despesas com serviços fornecidos por entidades externas que contribuem para o projeto;
  • Aquisição de instrumentos e equipamento científico e/ou técnico: Equipamentos necessários para realizar atividades de I&D.

Após apurar os custos totais elegíveis da operação, é aplicado o ETI/mês, ou Equivalente a Tempo Integral/mês. O ETI/mês é um custo padrão usado para aferir custos associados aos RH associados a atividades de I&D.

O ETI permite quantificar o tempo de trabalho de um colaborador como se estivesse dedicado em tempo integral ao projeto, o que permite uma melhor avaliação dos custos laborais entre diferentes projetos e aferir

O apoio considerado por ETI nos projetos de I&D em copromoção é de 4.432 euros por mês, se for um projeto de I&D individual, o valor do ETI é de 5.189 euros por mês. Estes valores serão atualizados posteriormente à taxa de inflação.

Nicola Brignani – Metodologia de custos simplificados PT2030

Nicola Brignani é um consultor italiano e especialista em fundos estruturais, com mais de 15 anos de trabalho na área das opções de custos simplificados e que oferece serviços de capacitação às autoridades gestoras de fundos europeus.

Com a ajuda de Nicola Brignani, Portugal conseguiu progredir na aplicação da metodologia de custos simplificados e tornou-se dos países mais eficientes neste processo dentro da UE. O conhecimento transmitido por Brignani permitiu a Portugal otimizar a gestão de fundos comunitários de forma mais eficiente, com menos burocracia e mais transparência.

siga a reward consulting em google newssiga a reward consulting em google news

Alguma questão? Fale connosco

A nossa equipa de consultores de sistemas de incentivos pode avaliar o potencial da sua empresa e/ou projeto.
Contacte-nos e receba um pré-diagnóstico gratuito.

A nossa equipa de contabilistas e RH pode esclarecer as suas dúvidas e/ou questões, contacte os nossos serviços no formulário abaixo.

Notícias Relacionadas