Contabilidade, Consultoria de Gestão, Candidaturas SIFIDE, PRR, PT2030, IFR - Paço de Arcos, Oeiras, Lisboa

Resiliency Rules: Resiliência das empresas em Portugal

O Resiliency Rules, estudo recente desenvolvido pelo SAS, demonstra o estado da resiliência das empresas em Portugal e baseia-se nos resultados de um inquérito realizado a quadros superiores de empresas de Portugal e Espanha com mais de 320 colaboradores. O Resiliency Rules baseia-se nos seguintes parâmetros de avaliação:

  • Velocidade e agilidade,
  • inovação,
  • Igualdade e responsabilidade,
  • Cultura de dados e literacia
  • Curiosidade

O estudo apurou que pouco mais de metade (53%) dos líderes das empresas portuguesas considera a sua organização como uma empresa resiliente, verifica-se também que a grande maioria dos líderes (84%) necessitam de apoio para implementar estratégias de resiliência eficazes nas suas organizações.

O estudo de resiliência nas empresas portuguesas e espanholas inferiu que 72% dos líderes de empresas portugueses encontra-se otimista face ao futuro da economia e 9 em cada 10 dos executivos de ambos os países reconhece que a resiliência empresarial apoia a redução do impacto direto das crises.

Adicionalmente existem outros dados em destaque:

  • 97% dos líderes de Portugal e de Espanha acreditam que a resiliência é muito (ou de alguma forma) importante,
  • 53% dos líderes portugueses considera a sua empresa resiliente,
  • 52% dos executivos de Portugal e de Espanha confessa não ter confiança quanto à resiliência,
  • 88% dos líderes de Portugal e de Espanha indica ter medidas de resiliência em vigor como preparação para desafios não previstos.

 

O objetivo do Resiliency Rules é apoiar na compreensão do estado de resiliência empresarial em Portugal e o SAS desenvolveu uma ferramenta online grátis de Avaliação de Resiliência das empresas, ferramenta que permite aos líderes e gestores de empresas avaliarem o coeficiente de resiliência da sua organização.

Guilherme Dias, diretor de vendas do SAS em Portugal indica que o estudo mostra que os líderes portugueses encaram a resiliência como um elemento fundamental para ajudar a lidar com as mudanças constantes e repentinas do mercado e que, embora pesem alguns impedimentos, creem que podem resolver a lacuna com ferramentas adequadas.

As empresas selecionadas para o estudo foram divididas em 5 setores de operação distintos, nomeadamente:

  • serviços financeiros,
  • administração pública,
  • saúde/ciências humanas,
  • industrial,
  • retalho/bens de consumo.
siga a reward consulting em google newssiga a reward consulting em google news

Notícias Relacionadas

[chatbot]